logo-ibt

logo-terapiabioprogressiva2

Torque e Movimentação Dentaria

Por definição :

Torque é a manobra que consiste em torcer o arco sobre si próprio.

O torque é o deslocamento do ápice radicular produzido pelo movimento de torção.

Os torques podem ser voluntario ou involuntário, vestibular, lingual, neutro, passivo, ativo, resistente, continuo e progressivo.

Tomando o plano horizontal como referência, torque vestibular : é quando o fio apresenta uma torção em direção vestibular.

Torque lingual : é quando o fio apresenta uma torção em direção lingual .

Torque Neutro: é quando o fio através do seu segmento forma 0º  com plano horizontal .

Torque Passivo :   é quando a torção do fio coincide com a inclinação do   
“ Slot “ do braquete ou com a luz do tubo  ( Fig.2 )

torque-e-movimentacao-002

Torque Ativo :    é quando a torção não coincide com a inclinação do
“Slot” do braquete ou com a luz do tubo     ( Fig3)

torque-e-movimentacao-003


Torque Resistente :  é quando resiste a um movimento provocado por  
outros componentes ( Fig 4 )

torque-e-movimentacao-004


Torque Ativo Progressivo :  é quando a torção se estende progressivamente
ao longo de um segmento de arco  ( Fig 5 )

torque-e-movimentacao-005

Torque Ativo Continuo: é quando todo segmento de arco apresenta a
a mesma torção  (Fig 6 )

torque-e-movimentacao-006



Os torque são indicados para obter relações corretas de oclusão

O torque incorporado no fio (torção ) é um movimento de 3º ordem

Movimentação Dentaria

Os fenômenos celulares, bioquímicos e moleculares compõem a biologia da movimentação ortodôntica . Estes fenômenos ocorrem no ligamento periodontal e no osso alveolar.

A compreensão das respostas clinicas das ativações ortodônticas dependem do conhecimento dos fundamentos biológicos do profissional

Sabemos que quando uma força é aplicada a um dente sua movimentação se divide em FASE INICIAL, FASE DE ESTAGNAÇÃO e FASE PÓS - ESTAGNAÇÃO

Na fase Inicial o dente sofre uma pequena movimentação e em seguida  “Para “ ( estaciona ) Este pequeno movimento ocorre devido à elasticidade do osso alveolar e da membrana periodontal.

Na fase de estagnação não ocorre movimentação dentaria, se ocorrer será mínima. Este fenômeno ocorre devido a desvitalização do ligamento periodontal , que leva à reabsorção da lamina dura.

Na Pós – Estagnação , a movimentação dentaria aumenta de maneira repentina , devido a reabsorção óssea do lado da pressão

A reabsorção óssea é promovida pelo processo inflamatório tentando destruir o agressor. As forças são dessipadas aliviando o “ stresse “ mecânico da área lesada retornando assim à normalidade

Teoricamente deveria ser possível uma movimentação ortodôntica sem dano aos tecidos

Assim Força Leve equivalente á FORÇA FISIOLÓGICA.

Quando a força é maior que a pressão vascular ocorre reabsorção solapante, a circulação sanguinea é comprometida, ocorrendo mudanças regressivas, porem reversíveis, fenômeno chamado de Hialimização.

Para ocorrer reabsorção direta o ligamento periodontal deve ficar levemente comprimido. Os osteoclastos se colocam junto à superfície óssea não ocorrendo assim a Hialimização.

A Himilização apresenta um aspecto fosco, parecido com vidro despolido com áreas de hipóxia e anóxia

Fibrobastos e Osteoblastos com aspecto picnoticos, as fibras periodontais se apresentam desorganizadas, com aspecto de tecido amorfo.

A reabsorção óssea nos espaços medulares ( acima, abaixo e atrás)   à área de Hiamilização, leva à reaborção óssea à distância mais conhecida com reabsorção solapante

A reabsorção solapante apresenta o tecido periodontal comprometido e perda de circulação sanguinea levando à Necrose

Com o passar do tempo ( dias ) a  NECROSE perde a ligação com as área vizinhas e tubérculos subjacentes, sucubindo, sedendo às forças ainda ativas . Assim o dente passa sofrer intensa mobilidade .

É de se entender então que a maguinitude da força aplicada sobre o dente e o principal fator da duração do processo de HIALINIZAÇÃO.

Forças pesadas geram ares enormes de HIALINIZAÇÃO fazendo com que o dente não se mova, ou se mova muito lentamente.

Áreas hialinas e células necrosadas atrasam a movimentação dentaria.

FORÇAS LEVES geram zonas de HIALINIZAÇÃO pequenas e de curta duração. O ligamento periodontal apresenta uma certa viabilidade funcional facilitando assim a reabsorção frontal que alivia rapidamente a pressão nas zonas de HIALINIZAÇÃO favorecendo a reabsorção.

Osso pouco denso possui espaços modulares maiores, assim a reabsorção se torna mais rápida.

A HIALINIZAÇÃO esta sempre presente no início da movimentação.

A MOVIMENTAÇÃO  CONTINUA seria o ideal mais ainda difícil de ser obtida.

Do lado oposto à movimentação o periodonto é  submetido à força de tração,  que por sua vez da origem à neoformação óssea, que não e evidenciada na zona de tração com pressão vascular.

Na tração as fibras de colágeno são estiradas e os vasos sanguíneos colobados dando origem ao um novo tecido ósseo.

O novo tecido ósseo, ( osteoide ) é fasciculado lamelar e produzido por osteoclastos sendo de difícil reabsorção. Sua mineralização ocorre aproximadamente entre 10 dias após sua deposição

A mineralização ocorre nas camadas mais profundas do osteoide é as camadas superficiais não se mineralizam

Os osteoblastos são os formadores do novo osso que ocorre no lado da tração , 1 ou 2 dias após a aplicação da força

A base de toda movimentação ortodôntica está intimamente ligada ao processo de reabsorção óssea.

Assim a movimentação dentaria ocorre em função da aplicação de força, Reabsorção óssea e neoformação óssea

A movimentação dentaria possui um custo biológico que esta na dependência da habilidade do ortodontista em controlar a aplicação do sistema de força adequado. A magnitude da força  é o principal fator do tempo de duração do processo de Hialinização

Centro de Rotação: das abordagem utilizadas para aplicar o movimento dentário nos parece ser o modelo mais utilizado pelos autores.

Assim o Centro de Resistência substitui o Centro de Gravidade e a movimentação dentaria se baseia no Centro de Rotação

Quando aplicamos uma força “F” fora do Centro de Resistência “CR” gera um movimento em direção a força “F” tendo como resultado uma Rotação ou Inclinação, também conhecido como movimento Descontrolado     ( Fig 7 )

torque-e-movimentacao-007

F = força aplicada à coroa
CR= Centro de Resistência
FR = Força resultante no C R
T R = Tendência Rotacional
CR = centro de Rotação
d = Direção do deslocamento

A movimentação descontrolada nada mais é do que a aplicação de uma força de maneira simples no braquete , fazendo com que o   Centro de Rotação (Cr). fique em posição apical em Relação ao “  Centro de Resistência (CR) . Isto se da quando do uso de fios Redondos.
Como não existe um meio para aplicar forças sobre o Centro de Resistência (CR) para se obter movimento de corpo isto é , sem inclinação se faz necessário incorporar MOMENTO na força aplicada

Assim movimento de corpo é igual movimentação controlada       ( uso de fios quadrados,  com torque aplicado )

Momento de Força ou Binário é o resultado da maguitude da força e do comprimento do braço da alavanca que corresponde à menor distância (perpendicular ) da linha aplicada da força ao               Controle de Rotação (Cr) do corpo

Ao se juntar determinada quantidade de Momento de Força          ( Torque ) o   Centro de Rotação (Cr)  se desloca para o àpice radicular ocorrendo a Movimentação Controlada.

Se aumentarmos ainda mais o MOMENTO de FORÇA ( M F ) o Centro de Rotação  (C r ) tende a se deslocar para o infinito provocando assim o movimento de translado.

Aumentando ainda mais o MOMENTO de FORÇA ( M F ) o Centro de Rotação ( Cr ) se desloca para a borda incisal produzindo um movimento de correção radicular.

A inclinação descontrolada ou também chamada movimento pendular é o movimento mais fácil de ser obtido, o uso de de fios redondos, aparelhos móveis, molas digitais , aparelhos expansores móveis e fixos nos dão este movimento

A inclinação controlada , ocorre quando o dente se move mantendo o ápice radicular imóvel. Portanto o Centro de Rotação ( C r ) está conhecidindo com o ápice. Esta é uma movimentação com controle de torque ( o uso de fio quadrado )

O movimento de Corpo ou Traslado é o deslocamento simultâneo do ápice radicular e da coroa do dente no mesmo sentido. Neste movimento o Centro de Rotação ( Cr ) esta no infinito, é o chamado movimento com maior controle de torque obtido com emprego de fios quadrados

Os movimentos verticais se dividem em movimento de extrusão e de intrusão.

O movimento de EXTRUSÃO é o mais fácil de ser obtido, por produzir poucas áreas de compressão no ligamento periopdontal.
FORÇA LEVE : produz extrusão de dente e alvéolos

FORÇA PESADADA: produz extrusão sómente dos dentes.

Já no movimento de INTRUSÃO comprimimos uma grande quantidade de ligamento periodontais juntamente com o feixe vasculo nervoso . Par se obter este movimento demos empregar FORÇA LEVE .

O movimento de correção radicular é  o movimento de  raiz sem alterar a posição da coroa do dente. O Centro de Rotação ( Cr ) se deslocara para  a borda incisal. Este movimento e conhecido com movimento radicular ( fig 8 )

torque-e-movimentacao-008

F - --     Força aplicada á coroa

CR -     Centro de Rresistência

M --      Momento

FR -      Força Resultante no CR

TR -     Tendência Rotacional
Cr -     Centro de rotação

d ---        Direção do deslocamento

Rotação : é o resultado da aplicação de forças iguais em sentidos opostos, pois estas forças cancelam o movimento do Centro de Resistência ( CR ) mas os Momentos não se cancelam, ocorrendo ai a Rotação  do Centro de Gravidade ou Massa do dente. (fig.9)

torque-e-movimentacao-009

CR  ---   Centro de Resistência

M   - -    Momento

TR --      Tendência à  Rotação

d   -        direção do deslocamento

Movimento de inclinação controlada se obtém com Arco Base de Retração com menor controle de torque (Fig. 10)

torque-e-movimentacao-010

F -         Força aplicada

CR -      Centro de Resistência

M -        Momento

FR -       Força Resultante no CR

TR -      Tendência  à Rotação

Cr -       Centro de rotação

d -        direção do deslocamento
O movimento de corpo ou traslado, é obtido com o uso do Arco Base de Retração com maior controle de torque (FIG 11)

torque-e-movimentacao-011

CONCLUSÃO
O movimento dentário induzido por forças mecânicas constitui o recurso clinico do qual o ortodontista lança a mão para proporcionar aos pacientes dentes com oclusão e estética estáveis

A distancia entre o Centro de Resistência ( CR ) e o ponto de aplicação da força, e o responsável pela dificuldade clinica na obtenção do Movimento de Corpo também conhecido como Translado

Ler 12238 vezes